Namoro e ciúme

"Melhor amiga"

2020.11.22 07:09 Novel_Resident_ "Melhor amiga"

( Alarme! Texto grande!! ) A muito tempo atrás na minha antiga escola eu tive minha primeira melhor amiga, porque eu nunca tive um amigo de verdade isso era muito especial pra mim, nós conversamos sempre, de intervalo até a saída todos os dias, ela era um ótima amiga até as coisas... Mudarem, ou melhor ela mudar.
1° bandeira vermelha: namorados.
Ela nunca foi uma pessoa de namorar até ela começar a gostar de um cara na minha sala, ela nunca parava de falar o quanto ela gostava dele e como ele era lindo e tals, ela falava tanto que esse acabou sendo o assunto favorito dela por meses, eu não suportava só falar sobre garotos ou em namoros ( e até hoje não é um dos meus tópicos favoritos. ) mas como eu sabia que ela nunca tinha se apaixonado antes era normal ela ficar toda hora falando dele, então eu só fui paciente, mas toda a vez que eu tentava puxar sobre um assunto diferente ela sempre dava respostas rápidas pra o assunto acabar logo, o que não era bem, muito legal. Eles acabaram namorando, yaaay. Eu finalmente achei que esse papo de garotos ia acabar mais só ficou pior, não durou muito tempo o namoro e eles terminaram bem rápido, ela passou mais um monte de meses só falando o quanto ele era babacas e tals e sla o que e novamente quando eu tentava só mudar de assunto ela continuava falando mau dele e dai pra frente todos os assuntos que ela tinha pra conversar girava em volta de garotos e namoros.
2° bandeira vermelha: Novas amizades.
Eu nunca tive problema em ter um amigo ou dois a mais, mais como ela era minha primeira melhor amiga era normal eu ter um pouco de ciúmes, a gente começou a sair um uma menina super bacana e eu não tinha nenhum problema com a presença dela, mas essa garota que começou a falar com ela não era gente boa, era repetente e também se metia em bastante briga e uns rolos aí, eu nunca fui de conversar com ela mais já a minha melhor amiga já adorou ela mas meio que essa garota ( vou chamá-la de Mara) a Mara não gostava nem um pouco de mim, era grossa, não tinha respeito pelas coisas que eu gostava e era bem violenta. Eu falei várias vezes para minha amiga ficar longe dela porque ela não era boa pessoa mas ela nunca me escutou ( ela nunca me escutava também quando eu alarma-va sobre garotos babacas que ela insistia em namorar) e então eu pensei, se ela não vai me escutar talvez eu tenha que fazer a Mara ir embora conversando com ela, então foi o que eu fiz, mas a situação ( obviamente) saiu do controle e ela fez minha amiga pensar que eu era muito ciumenta e a trouxe para o ciclo de amizade tóxico dela. Nós brigamos e depois disso paramos de nos falar por um bom tempo.
3° bandeira vermelha: Reconciliação.
Após muito tempo sem se ver, eu tinha me arrependido pelas coisas que falei e realmente acreditei que eu era apenas ciumenta e deveria pedir desculpas, e foi isso que eu fiz, eu pedi desculpas e ela também e nos abraça-mos, eu estava tão feliz, eu pensei que a gente era melhores amigas de novo e que tudo iria voltar a ser como era antes, bem não foi bem assim. Não nos falamos mais, ela criou um novo ciclo de amizade e eu também, os assuntos não eram os mesmo e acabou que o pedido de desculpas foi só pra não ter peço nas costas. Mas mesmo assim eu pensei "sem ódio, o que importa é que não estamos mais brigadas e é isso que importa" e assim foi, a vida continuou. Mas a história acaba aqui? Bem eu queria, mas não.
4° e última bandeira vermelha: Fofocas.
Lá estava eu com meu amigo ( vamos chamá-lo de Caio ) eu e ele estávamos apenas conversando no final da aula como fazíamos, mas ele estava agindo diferente. Ele não estava conversando muito e ria baixinho de vez em quando, eu não perguntei o porque pois eu queria respeitar o espaço pessoal dele e porque provavelmente não era da minha conta. Mas de repente ele para a conversa e fala: " Ei, é verdade que você gosta de mim?" Eu fiquei congelada no lugar, eu nem sabia o que disser, como ele sabia da minha quédinha por ele que eu tive no 4° ano? Eu não tinha contado pra ninguém, só pra... " Ei Caio, uh quem te disse isso?" Ele respondeu ainda com um grande sorriso em sua cara: " a foi a fulana ( minha melhor amiga ) ela disse que se gostava de mim e tals." Eu nem sabia o que responder, porque ela diria isso pra ele?? Eu fiquei furiosa, nós não éramos mais amigas mais ela sabia que o Caio era meu amigo! E melhor amiga ou não isso era totalmente babaca da parte dela contar um segredo constrangedor meu. Eu nem sabia o que responder, soltei a resposta mais rápida que pude pensar: " Ah... hehe é bem, eu gostava mesmo mais... Isso já faz muito tempo e hoje eu não sinto mais nada." Após isso eu vi seu grande sorriso totalmente desmoronar lentamente, e ficou um silêncio horrível entre nós, bem o Caio não conversou mais direito comigo depois.
eu nem sei o que pensar sobre ela hoje, e tenho medo de ela ter contado mais segredos constrangedores sobre mim. Bem foi isso, muito obrigado por ler até aqui! Até o próximo desabafo eu acho kkkk
submitted by Novel_Resident_ to desabafos [link] [comments]


2020.11.18 23:17 Camaradasincero Ela está me ignorando?

Namoro a um pouco mais de 8 anos. temos mta historia, gosto muito da guria. Esses 8 anos foram uma montanha russa, no sentido de ciúme, confiança. Nos primeiros anos eu confiava muito. Depois ocorreu deu perder o emprego, e ficar algum tempo sem trabalhar, e isso mexeu com minha autoconfiança. Fiquei um pouco depressivo, e mais "dependente do relacionamento". Já arrumei um emprego mas algumas coisas mudaram, só não sei explicar o que. Antigamente ela me ligava eu eu estava fazendo alguma coisa, e esquecia de atender ou voltar uma mensagem. Hoje em dia é ao contrário! Ela não me retorna, fala que vai ligar e não liga.. Talvez esquece, ou faz sem perceber, não sei! Mas hoje eu sinto que eu quero mais atenção, e ela "me evita" ou talvez só está ocupada com algo?
PS. sei que cada um tem sua vida, independente da vida de casal. será que isso é só uma fase de carência e insegurança minha?
submitted by Camaradasincero to relacionamentos [link] [comments]


2020.11.17 06:08 Thecryboy Meu relacionamento está muito bem e eu estou muito feliz com isso.

Eu estou muito feliz de como as coisas estão andando em minha vida, meu namoro antes era bem complicado a gente brigava diariamente e era por uns motivos tanto bestas, geralmente era porque ela não queria que eu conversasse com uma amiga minha que ela não gostava, e dai chegou o ápice nenhum dos dois lados estavam aguentando mais e a gente terminou, foi provocação pra cá provocação pra lá, mas no final de tudo isso até foi no mesmo dia que a gente terminou a gente voltou, e eu botei uma condição pra gente continuar que é a seguinte, se ela ficar com esse ciúmes obsessivo ou algo parecido, a gente termina de vez e falei também que se ela não quer me perder ela não cometi esse mesmo erro, então isso já tem uns 4 dias e meu deus esses 4 dias são sem duvida os melhores dias dos meus últimos 5 anos de vida, parece que mesmo quando a gente vai começar a brigar parece que cria algo que impede da gente fazer isso e do nada a gente fica de bem novamente, não consigo explicar, só sei que aquele desinteresse por ela está sumindo completamente, parece que é uma nova fase nossa, e essa fase está me fazendo um bem inigualável, só queria dizer o quanto eu estou feliz de volta parece que está voltando tudo ao normal, ao normal que eu tanto almejava, e não só um normal bom, um normal ainda melhor.
Obrigado por ter lido até aqui ;).
submitted by Thecryboy to desabafos [link] [comments]


2020.11.15 15:18 LucasSkudy Tô a fim de me matar

Bom, vou tentar resumir tudo pra vocês entenderem
1° - Há um mês eu decidi terminar um relacionamento de 2 anos e 6 meses que durou todo o meu ensino médio. A minha ex era uma menina incrível, nós não tínhamos nenhum problema grande entre a gente além do que me fez terminar, que são as expectativas diferentes para o relacionamento. Eu não sentia mais vontade de sair com ela e sentia que não estava pronto pra ter um relacionamento muito sério nesse momento, quem sabe mais pra frente, então decidi terminar pq ela tbm já tava sofrendo e não queria ver ela triste
2° - Sempre tiver um pouco de histórico de depressão e sensibilidade, sofri bastante quando era menor e isso me afetou bastante, só que o namoro conseguiu disfarçar isso. Porém todo esse sentimento voltou agora
3° - O término tá me afetando muito. Tenho vontade de saber o que ela tá fazendo 24h por dia, meu tempo no celular foi de 3h/dia pra 7h/dia. Fico criando histórias na minha cabeça que envolvem ela e outros homens, o que me deixa mais pirado ainda. Vejo ela saindo e fico com ciúmes. Não tô conseguindo estudar pq não paro de pensar nela. Eu já conversei com ela e a gente não tá brigado, estamos de boa um com o outro, mas o sofrimento não passa. Além disso, tenho a sensação de que ela cagou pro tempo que a gente ficou junto e agora não quer nem saber. Detalhe: Moro em cidade bem pequena, então meios que nossos amigos são todos envolvidos e muita gente que conheço sei que já foi dar em cima dela.
3°.1 - Logo que terminamos eu sofri muito, depois fiquei de boa e tava totalmente focado e dedicado nos meus planos. Academia 5x na semana, estudando todo dia, saindo com meus amigos, mas um dia acabei encontrando ela(cidade pequena) e todo esse sofrimento despertou em mim,.
4° - Ano que vem vou morar sozinho em uma cidade completamente diferente e não sei se vou dar conta depois de tudo isso e de não ter ninguém pra poder contar enquanto estiver lá
Tendo em vista todos esses problemas que tô enfrentando, pensar nos problemas que vou ter que enfrentar ano que vem quando vou ir morar sozinho em uma cidade diferente, cursar faculdade, além de todo o sofrimento causado pelo término e o medo de não encontrar alguém tão legal quanto ela pra ficar comigo + o ciúmes envolvido, um pensamento suicida vem na minha cabeça toda hora. To sentado e de repente eu lembro de tudo e vem uma vontade de pegar uma corda e simplesmente me pendurar ou sei lá, achar um jeito pra acabar com esse sofrimento. Como não tenho ninguém pra conversar ou desabafar, decidi escrever isso aqui. Obrigado a todos que responderem
submitted by LucasSkudy to desabafos [link] [comments]


2020.11.15 04:39 1WolfBR Amiga da minha namorada

Galera estou namorando tem 4 meses, e minha namorada tem a melhor amiga dela, que tem uns 7 anos de amizade. Porém ela enciumou com o nosso namoro a gente trabalha junto e tal, e ela de certa forma foi falar pra minha namorada que elas se afastaram depois que está cmg. E não bastasse isso meio que virou o jogo e me colocou como se eu estivesse com ciúmes e implicando com ela.
Queria ideias de como abordar esse tema já que são melhores amigas, tem bastante tempo. E como ela deu a impressão que eu que estou com ciúmes tenho certeza que qualquer crítica que eu fizer sobre a amiga dela vai acabar parecendo que ela realmente tinha razão sobre eu ser o implicante.
submitted by 1WolfBR to desabafos [link] [comments]


2020.11.09 21:40 reddituserbr2233 Falta de um ponto final...

Terminei após descobrir que ela trocava mensagens com um cara de uma cidade distante há 3 meses, após as coisas se acalmarem entendi os motivos dela e reconheci que eu tive minha parte de culpa pelo namoro ter chegado á esse ponto. Ficamos nos vendo por mais ou menos 1 mês após o fim, como se ainda fossemos namorados.. sexo, viagens, "eu te amo" e afins.
Após certo tempo me mostrei insatisfeito nessa relação descompromissada e fui sincero dizendo que não queria aquilo e que se fosse pra ficar juntos seria algo sério ou paramos de nos falar pois aquilo estava me machucando. Ela se demonstra muito confusa com o que passa na cabeça dela e diz que precisa de um espaço, que precisa sentir minha falta mas que não queria perder o contato comigo.. O argumento dela é de que se ela não me amasse já teria ido embora desde o fim do namoro. Dois dias após essa conversa (concordamos em parar de conversar) ela começa responder meus stories como se tivesse com ciúmes, eu cobro ela de uma forma desagradável (sem ofender) e assim ela me bloqueia de tudo, até de ligações.
Não fui atrás nem pretendo, estou seguindo com minha vida e somente demonstrando coisas boas nas minhas redes sociais, ontem fizeram uns 6 dias dessa "briga" e percebi que ela usou um perfil secundário pra acompanhar o que postei nos ultimos stories no instagram.. o que pensar disso?
Eu ainda amo essa mulher, só não consigo entender o porque de ela ficar fazendo isso..
submitted by reddituserbr2233 to relacionamentos [link] [comments]


2020.11.09 19:27 reddituserbr2233 A falta de um ponto final...

Terminei após descobrir que ela trocava mensagens com um cara de uma cidade distante há 3 meses, após as coisas se acalmarem entendi os motivos dela e eu tive minha parte de culpa pelo namoro ter chegado á esse ponto. Ficamos nos vendo por mais ou menos 1 mês após o fim, como se ainda fossemos namorados.. sexo, viagens, "eu te amo" e afins.
Após certo tempo me mostrei insatisfeito nessa relação descompromissada e fui sincero dizendo que não queria aquilo e que se fosse pra ficar juntos seria algo sério ou paramos de nos falar pois aquilo estava me machucando. Ela se demonstra muito confusa com o que passa na cabeça dela e diz que precisa de um espaço, que precisa sentir minha falta mas que não queria perder o contato comigo.. O argumento dela é de que se ela não me amasse já teria ido embora desde o fim do namoro. Dois dias após essa conversa (concordamos em parar de conversar) ela começa responder meus stories como se tivesse com ciúmes, eu cobro ela de uma forma desagradável (sem ofender) e assim ela me bloqueia de tudo, até de ligações.
Não fui atrás nem pretendo, estou seguindo com minha vida e somente demonstrando coisas boas nas minhas redes sociais, ontem fizeram uns 6 dias dessa "briga" e percebi que ela usou um perfil secundário pra acompanhar o que postei no instagram.. o que pensar disso?
Eu ainda amo essa mulher, só não consigo entender o porque de ela ficar fazendo isso..
submitted by reddituserbr2233 to desabafos [link] [comments]


2020.11.03 14:17 porrecaBolado Um relacionamento abusivo e um quase suicídio.

Quando eu tava no 6° ano do fundamental eu conheci uma menina muito bacana que estudava comigo, éramos ótimos amigos e eu gostava muito dela, até que um dia eu fui e me declarei pra ela e pedi em namoro, ela aceitou foi maravilhoso. Depois de 6 meses de namoro ela começou a sentir muito ciumes ao ponto de eu não poder nem ver animes ou até mesmo jogar jogos que tenham uma protagonista mulher, aí falei tá meio estranho mas não tava me incomodando pois na minha casa eu jogava e via oq eu quiser, aí depois de um tempo ela começou a sentir ciúmes de tudo e de todos que eu ia conversar, até com uma professora de geografia que eu sou amigo até hoje na época ela tinha 50 anos e era só uma relação legal entre aluno e professora. Aí feito 1 ano de namoro eu queria terminar com ela pois não tava me sentindo bem com o namoro, aí ela falou que iria se matar e que ela tava com medo de eu troca ela e que ela não ia mais ser como antes, eu acreditei namoramos por mais 4 anos, e nesses 4 anos eu sofria muita pressão e era abusado psicologicamente e sexualmente por ela, eu não podia falar nada com nenhuma garota ou com alguém que ela não conhecia que ela vinha e fazia oq for para quela pessoa nunca mais falasse comigo. Os abusos sexuais ocorriam com uma grande frequência, não importa se estávamos na escola em aula, no patio, no shopping e até mesmo em um restaurante ela começava a me acaraciar meu pau até soltar o líquido branco, ou ela me levava até o banheiro para que eu fizesse sexo oral nela e várias outras coisas, quando ia fazer 5 anos eu já tava com muitos.problemas psicológicos e com uma depressão profunda que eu quase me matei, se não fosse meus poucos amigos que eu tinha eu não estaria aki contando isso, eu terminei com ela e fui procurar ajuda de um psicólogo, eu fiquei por 3 anos em terapia. Ela tenta falar comigo até hoje mas eu sempre dou bloq pois nunca mais irei confiar nela. Se alguém quiser perguntar algo pode me mandar uma mensagem.
submitted by porrecaBolado to desabafos [link] [comments]


2020.11.03 14:07 get_out_N3 Como controlar meu ciúme?

Bom dia, pessoal. Vou usar um pouco do anonimato pra pedir a ajuda de vocês, já que esse é um assunto que eu evito conversar até com amigos pra não parecer ciumento, obsessivo ou malucão mesmo. ​ Eu namoro há 1 ano, amo minha namorada e quero realmente ter um relacionamento duradouro com ela, se possível, para toda a vida . A questão é que, à medida em que o relacionamento foi se tornando mais sério, eu fui adquirindo uma desconfiança e ciúme enormes em relação a ela. Ela nunca me deu motivos para isso, ao contrário, é uma pessoa bem tranquila, mas coisas bobas despertam isso daí em mim. ​ As vezes eu sinto como se a seriedade que o relacionamento vem adquirindo trouxesse mais responsabilidades pra mim, sabe? Eu cheguei a observar que antes de conhecer família dela, ou mesmo de assumir uma postura mais "séria" de namorado, eu não tinha absolutamente nenhum ciúme dela, confiava 100%. Hoje eu sinto como se qualquer erro que ela eventualmente cometa possa afetar minha honra, sei lá. Sinto que ela não me diz 100% a verdade, e que ela queria levar um vida diferente com outra pessoa e está comigo por pena, penso que por eu ser ciumento, ela mente, já que sabe que eu vou ficar chateado por besteira, fico, as vezes, enojado ao pensar em coisas que ela possa ter feito ou que já fez (algumas ela já contou) no passado, e que, ela não tenha me contado tudo. Isso me atormenta de uma forma excruciante, talvez eu só esteja querendo achar um problema onde não existe mas, eu sinto que nem sempre tá tudo bem, que ela é infeliz comigo, e eu sou bastante inseguro em relação a minha aparência, e a tudo em relação a mim ​ As vezes temos problemas por conta que eu tenho ciúmes em relação a fotos que ela posta, já fico com medo dos futuros comentários que alguém possa fazer, fico com raiva de qualquer menção que ela possa fazer a algum cara, fico com medo dela achar outras pessoas mais bonitas que eu. Quando nos conhecemos ela era fan de umas bandas de garotos coreanos e de alguns atores, ela falava pra mim coisas sobre eles e sobre o que ela queria fazer com eles, nesse ponto éramos só amigos, eu no começo não tinha ciúme, mas depois, esses comentários dela sobre esses caras, destruriam a imagem que eu tinha dela sobre ela ser um pessoa confiável, não a culpo por fazer isso, e sei que ela não falou por mal, mas mesmo assim, aquelas coisas que ela disse nunca mais saíram da minha cabeça, penso que ela pode ainda gostar daqueles caras e que ela ainda tenha pensamentos sujos em relação a eles, fora outras histórias que ela me contou, algumas mentiras que ela já me disse, que me fazem cada vez mais ser desconfiado e destruir a imagem de pessoa confiante que eu tenho dela e isso, nunca sai da minha cabeça, me mata por dentro e me faz ter uma raiva dela, que eu sei que não deveria, mas o sentimento vem e me avassala. Quando fico com ciúmes, tento não brigar nem nada, mas eu mudo instantaneamente eu e ela ficamos muito tempo juntos, e não consigo esconder que estou com ciúmes, sou um pessoa bastante expressiva, logo ela sabe o que sinto só de olhar. Temos um relacionamento muito bom, somos muito amigos, mas essa vibe de ciúme parte de mim e vem tirando minha paz e a tranquilidade dela, e sinto que pode estragar nossa relação de verdade.
submitted by get_out_N3 to desabafos [link] [comments]


2020.11.01 04:39 coringa175 Relacionamento chegou ao fim.

E ai, sou novo nesse grupo e quero compartilhar minha experiência com vocês.. Eu era "hétero" até começar um romance com o gay da minha sala, trocamos mensagens desde maio (quarentena) e falavamos todo santo dia, o dia inteiro. A gente flertava, fazia histórias e era maravilhoso.. Apareceu uma brecha para mim ir na casa dele e a gente ficar.. Foi a melhor experiência que eu tive. Mas como nem tudo são flores muita coisa nele me incomodava por não ser desse meio: tinha ciúmes dele elogiando, ele falava de relacionamento aberto (coisa q me destróia), e mentiu sobre algumas coisas.. Mas eu perdoei, eu fui o primeiro homem da vida dele em tudo, beijo e td mais. De umas 2 semanas pra cá ele ficou frio, não me dava atenção (mesmo ficando em casa 24h assistindo série), parecia que não estávamos mais no namoro. Tentei de tudo, conversar sobre todos os erros, me desdobrei várias vezes pra achar uma solução mas ele só prometia a melhora, então eu terminei. Logo me arrependi e tentamos voltar umas casas, não deu certo de novo, ele não via minhas mensagens mesmo online (isso pra quem tem ansiedade é uma tortura), brigamos e ficamos 1 dia sem se falar. Eu me sentia horrivel por não conseguir reacender a relação. Era um namoro a distancia por causa dos nossos pais q não podiam saber, ficamos somente 3 vezes, que marcaram muito. Bom, eu chamei pra dizer que tinha tudo acabado e cada um segue seu caminho.. ele concordou sem nenhum sentimento. No outro dia pedi pra ele voltar a falar cmg, ele disse que poderia ser amigo, eu aceitei. Faz 4-5 dias desde então. Nos 2 primeiros dias minha vida virou um inferno, não conseguia nem comer pela falta dele, dor física e psicológica constante. Anteontem ele passou de carro e me viu, mandou mensagem e falei pouco e só visualizei.. Estamos sem contato desde então. Minha dor passou, tem hora que as lembranças voltam, mas não me abalam tanto, o problema é que ainda quero ele, eu espero a mensagem dele ainda. Mesmo ele tendo errado tanto cmg. Bom esse é meu relato do meu primeiro namoro e como me descobri bi, se alguém puder ajudar é só deixar seu comentário.
submitted by coringa175 to arco_iris [link] [comments]


2020.10.31 20:59 TaruTGabie Ontem eu terminei com meu namorado por causa da "melhor amiga" dele

Antes que falem qualquer coisa, não foi por ciúme. Eu nunca gostei dela, da forma como ele falava que ela era, como ele falava dela, blablabla, mas não por questão de ciúme, era mais por insegurança. Eu ficava "pow, ele conhece ela desde o maternal", "eles são amigos desde sempre", "ele conta tudo pra ela", "ele e ela" e outras coisas assim. Íamos fazer 10 meses de namoro amanhã e ontem fomos numa festa de aniversário de uma outra amiga dele. Ele tem muitas amizades com garotas, por isso sei que meu principal problema é com ela, não com o fato de ser uma mulher, mas com ela. Eu juro que tentei, falei com todo mundo, brinquei, sorri de verdade e me diverti. Até ela chegar chegar com outro jogo, ignorando totalmente que já estava todo mundo jogando outra coisa. Ninguém deu muita bola pra ela, mas ela ficou me encarando. Eu senti toda aquela coisa de "sororidade feminina" indo pro ralo. Ela tentava sempre ficar perto dele, pegar nele, abraçar, chamava ele de meu amor naquele jeito inocente que me irritava. E eu tentei apenas ficar na minha. O pior não era isso, era meu namorado. Imaginem uma pessoa lerda, que nunca percebe nada, que parece que se faz de ignorante. Esse é ele. E eu conheço bem a peça, então dias antes da festa eu tava dizendo que estava insegura com tudo isso, de conhecer finalmente os amigos dele, que eu queria que desse tudo certo e tudo mais. Mas na hora... Ele percebeu que tinha algo errado. Me perguntou umas duas vezes se estava tudo bem, mas sequer fez algum gesto pra me mostrar segurança. Quando chegamos em casa, eu contei tudo pra ele e ele me disse: isso tudo é novo pra mim, eu estava nervoso. Eram os amigos dele. Ele não é uma pessoa timida e são pessoas que ele conhecem a vida toda. Eu sim sou uma pessoa extremamente tímida e fiz tanto esforço pra ser genuína e tratar todo mundo como se fossem meus amigos de longa data. E ele que estava nervoso... Eu amo muito ele, mas o fato de ele não fazer nada para evitar as provocações da melhor amiga dele me feriu muito. Eu não vou pedir pra ele se afastar dela nem de ninguém, fui a ultima a chegar na vida dele e não sinto que tenho esse direito. Mas também tenho minhas marcas, meu outros problemas, tenho meus traumas com outros relacionamentos e ele sabe disso. Pra quem quiser ler minhas outras postagens, tem muita coisa acontecendo comigo ao mesmo tempo e sentir que não posso confiar ele tá acabando comigo...
Edit: Muita gente me falou sobre a boa da sororidade. Eu sei que é só um termo pra disfarçar as coisas, fiz só uma referência pq pelo que me pareceu dela foi só esse clichê de bancar a melhor amiga ciumenta, coisa que não deveria acontecer. Aos que tiraram a conclusão "é só ciúme", pode falar o que quiser, ciume é algo completamente normal, mas eu ja sou bem crescidinha pra lidar com isso. Só gostaria que ele tivesse conversado com ela antes, pois todos (outras pessoas também se envolveram nisso) chegamos a conclusão que poderia ter sido evitado se ele tivesse feito apenas isso. Obrigada a todos que expressaram suas opiniões, não vou dizer que as coisas já de resolveram até ele ir lá conversar com ela, mas pelo menos agora eu não tô igual uma idiota na cama chorando e pra mim isso já é ótimo... Eu só queria que ele tivesse tomado alguma atitude.
submitted by TaruTGabie to desabafos [link] [comments]


2020.10.30 01:34 ordep13 Sou uma pessoa ciumenta.

Eu me considero uma pessoa bastante ciumenta, porém eu não demonstro isso pra minha namorada. É muito recorrente que ataques de ciúmes ocorram em mim só que eu nunca falo nada com ela pq eu sei que não há necessidade e também porque não quero ser tóxico. Ultimamente vi que ela voltou a conversar com um cara que ela ficava ano passado e que ela tinha até um sentimento a mais por ele. O cara é realmente gente boa e bom de papo só que eu não compro a ideia dele... hoje, no nosso aniversário de 8 meses de namoro, ela postou no close friends do insta dela um print de uma conversa com ele e isso me fez morrer de ciúmes. Alguém por favor me ajuda em como abordar isso com ela pra que de alguma forma isso se torne saudável pra mim e que eu não a impeça de conversar com ele ou que não soe toxico da minha parte.
Ah, aliás antes da gente namorar eu achava q ela gostava desse cara e ela achava q eu gostava de outra menina só que eu parei de falar com ela pq eu sei que não seria algo que ela ia gostar e só causaria desgaste na relação porque eu e essa menina sempre conversamos pra flertar e o mesmo foi o com ela. Quem puder me ajudar aí da um reply ou manda msg pfvr isso tá realmente me matando
submitted by ordep13 to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 17:23 paulacorbacho Eu sou babaca por falar o óbvio?

Eu namoro uma moça, vamos chamá-la de Jéssica, nós estamos a 8 meses juntas e estávamos em um rolê, até aí tudo bem (não havia pandemia ainda)
Nesse rolê tinham um cara, chamado Carlos que ficava encarando nós duas em TODOS os rolês e só fazia isso e era desconfortável pra caramba e eu ficava sempre observando ele, como ele agia e tudo.
Um dia nós estávamos nesse tal rolê e ele mais uma vez não parava de nos olhar feito um maníaco e eu virei pra minha namorada e falei o seguinte: "Se liga na teoria que eu bolei, ele fica olhando pra gente porque na verdade ele queria estar no meu lugar mas você não gosta dele e ele fica com ciúmes, então fica olhando e querendo você." E ele escutou até porque ele estava bem perto de nós e estava olhando e eu virei pra ele e perguntei se ele tinha gostado da fic e ele perguntou se eu queria que ele fosse embora e eu disse sim na ironia e ele realmente foi muito puto, eu basicamente tinha desvendado o "segredo" dele. Desde então ele me odeia profundamente e minha namorada também por ela não querer ficar com ele e sim comigo. Enfim, sou a babaca por meio que ter jogado na cara dele que ele não pode ter a Jéssica como namorada?
submitted by paulacorbacho to EuSouOBabaca [link] [comments]


2020.10.26 15:06 sinsinemy oq eu faço meu namoro acabou

Terminei meu relacionamento de 1 mês (se conhecíamos a 8 meses) há 1 mês por um impulso e num dia que eu estava totalmente desiquilibrada e ele deu uma crise de ciúme e parou de me responder, fiquei mal, bebi e terminei por impulso = joguei água no castelo de areia.
Nosso relacionamento era gostoso, bom quase perfeito (e não é só porque terminei que nego todos e defeitos e vejo algo bom por carência). Tivemos mais momento bons do que ruins. Tentei reatar, conversar e até ser amiga mas dá aquela recaída e eu começo a falar sobre como a gente era, que eu amava e queria por perto. Me arrependi muito por aquele dia, mas sentia muita esperança em voltar e tentei durante esse último mês, se encontramos, conversamos e tudo mais, mas não "voltamos".
Manter esse contato com ex faz mal, sabemos, mas eu ainda não superei e acho que tem como resolver, porém ele tem medo de estar num relacionamento onde ele jogue confiança e amor e do nada ele desmanchar, acabar que nem foi o nosso término: do nada, sem motivos (ou só naquele momento. A gente se da super bem, se encaixamos e combinamos muito, muita conexão e amor. A única coisa ruim é a insegurança dele e a minha ansiedade.
Somos apaixonados, relacionamento completamente intenso e gostoso, ficamos sério por 7 meses e no 8° a gente decidiu namorar, eu terminei antes de dar 1 mês de namoro.
Hoje faz 1 dia que não falo mais com ele, dói e machuca pra caramba mas o afastamento é necessário, até quando?
Já pedi desculpas, enviei textos, falei sobre nós diversas vezes e tentei várias vezes ir pro assunto sobre voltar, é complicado pra ele e ele não sabe como responder e acha que se voltar vai se arrepender ou que eu de uma hora pra outra acabe com tudo novamente.
Não adianta eu mandar mais mensagens, tentar conversar, me explicar, não adianta. Ele demonstra que me ama mas que é complicado.
Todo dia meu coração dói, tenho sonhos com elee fico ansiosa por uma resposta dele. Doida pra falar com ele.
Mantenho muita esperança. Amo ele demais.
submitted by sinsinemy to desabafos [link] [comments]


2020.10.24 21:17 iceblood89 A ÚLTIMA RISADA

Olá agentes do FBI a ler(o resto n importa) hoje contarei minha história de babaca em que eu aprendi uma importante lição de vida de nome A ÚLTIMA RISADA Em um dia comum eu e mais dois amigos estávamos conversando e do nada uma menina que vou chamar de fabs que na época não era amiga nossa chega no meio do intervalo e me pede em namoro e eu como não sou bobo logo aceito. Daí em diante houve ela começou a nós acompanhar nos intervalos e até a sair com a gente,mas ela falava que não queria me beijar ainda pois queria me conhecer melhor ( e eu fiquei hhhhhuuuuummmm algo de errado n está certo,ela me pediu em namoro,mas fala q quer me conhecer melhor hum suspeito)mas aí de boa até duas semanas depois quando chega um cara no intervalo se dizendo ser o namorado dela e quando eu expliquei a minha perspectiva ele começou a rir da minha cara e me falou que nunca ouviu mentira pior e daí veio pra cima de mim eu consegui me esquivar dele e lhe dei um murro que ele foi parar no chão e disse: Eu:quem está rindo agora otario haha E daí eu tomo um tapa por trás da fabs e quando me virei para ela tomei uma rasteira do cara e cai no chão,meus amigos separaram a briga e ela me falou que só me usou para causar ciúmes no cara e nem o cara sabia Resultado:eu e o cara ficamos com cara de trouxa e a merdinha rindo.
E é isso >3
PS tô treinando a escrita de redação e a história é fake, tenham um bom dia
submitted by iceblood89 to TurmaTV [link] [comments]


2020.10.24 09:00 jimboFromLA Terminar com a namorada e possivelmente acabar com um noivado alheio

O caso é o seguinte: conheci uma garota há 3 meses e logo começamos a namorar. Ela mora sozinha e com frequência realiza rituais religiosos em sua casa. Até aí tudo bem, o que me incomoda é que sempre vai só um amigo dela e mais 1 ou duas pessoas (homens). Já fui em alguns encontros, mas como sou ateu acabei não curtindo muito. Esse amigo dela está noivo, porém, a sua companheira não sabe desses encontros frequentes (1x por semana no minimo).
A noiva do cara já foi junto visitar ela, e segundo ela, nesse dia ela se vestiu "como uma crente" (roupas compridas), pra que a noiva não ficasse com ciúmes. Detalhe: depois dessa visita, a mulher proibiu elE de continuar fazendo os rituais com ela e tbm excluiu minha namorada das redes sociais.
Um dia eu fui na casa dela enquanto esse amigo estava lá, e ela estava com uma roupa curta (já tivemos conversas sobre isso, ela comentou que já teve relacionamentos abusivos em que os caras não deixavam ela usar biquini, e eu falei que não vejo problema, mas que esse caso especifico me incomoda, pelo fato dos dois estarem sozinhos).
Dei uma stalkeada no perfil dele, e tem uma foto de aniversário de namoro em que a legenda é sobre sinceridade no relacionamento, poder dormir com o celular desbloqueado e a consciência tranquila por não ter nada a esconder. Só que eles combinam pelo Whatsapp os encontros, então suponho que ele apague as mensagens e seja o maior hipócrita.
Já conversei com ela sobre isso. E ela disse que isso é um "processo dele", que ela não tem nada a ver. Pelo que vejo é sempre ela que chama ele para ir lá. Parece que nem liga se isso me incomoda ou não. Eles se conhecem há pelo menos 1 ano, e eu cheguei agora na vida dela. Por isso não me sinto a vontade em "proibir" ela de ver ele. Já falei que me chateia o fato de estar omitindo coisas de alguém.
Não quero parecer o ciumento possessivo, mas isso tá me levando a fazer coisas bizarras, como passar na frente da casa dela um dia que ele foi lá, ver as cortinas fechadas e pensar mil coisas.
RESUMO: minha namorada se encontra com frequência com um amigo que está noivo de uma mulher. Ela mora sozinha e eles se veem lá. Ele esconde esses encontros da noiva, pois ela proibiu ele disso.
Devo terminar e contar de alguma forma pra noiva dele? Pq se eu fosse ela, gostaria que me contassem. Tenho fotos deles dois e prints de conversa que ela diz que ele esteve lá. Já sugeri que façamos algum rolê juntos, pra que todos se conheçam, mas ficou só na palavra do cara.
Nao sou uma pessoa rancorosa, mas vejo essa minha ação como uma vingança contra a hipocrisia religiosa de ambos, que sempre falam sobre verdade, honestidade, amor, etc.
Me desculpem se me alonguei no texto, escrevi na correria e não consegui comprimir as ideias. Me ajudem nessa, redditers. Um bejo e obrigado a quem leu até aqui.
Edit: correção concordâncias e acréscimo de informações.
submitted by jimboFromLA to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 04:57 Trynoum Meu relacionamento era abusivo e eu nem me dava conta

Primeiramente, deixem-me dizer que é um alivio poder falar em um subreddit brasileiro, muitas vezes eu conversava com gringos mas eu me sinto mais confortável conversando com BR msm. Bom, a um pouco mais de um ano atrás, eu comecei a ficar mais proximo de uma amiga minha, a gente começou a conversar, e eventualmente saimos juntos e começamos a namorar, era tudo muito bom, a gente se entendia e realmente amava um ao outro, com o passar do tempo, ela começou a demonstrar um pouco mais de ciúmes, e como eu sou uma pessoa que também sente bastante ciúmes, eu entendi os sentimentos dela e quis fazer a vontade dela, perguntar oque que tava deixando ela triste e essas coisas, a gnt conversou e conseguimos até ficar em uma relação saudável.
Um tempo depois, ela começou a agir estranho, e confessou se sentir meio mal por eu assistir pornô, porque aquilo era eu prestando atenção no corpo de outras mulheres e aquilo deixava ela mal, desde esse ponto, meu cérebro já ficou com um pé atrás, tipo, poxa, é normal ver pornô mesmo em um relacionamento, eu acabei pesquisando e isso não era problema pra maioria dos casais(tenham em mente que eu não tinha muita experiência em relacionamentos na época), porém eu meio q só concordei em não ver mais, contanto que a mesma coisa se aplicasse a ela, alguns meses se passam e ela fica mais agressiva comigo, eu não posso mais curtir a foto de uma amiga minha porque isso deixa ela pensando que eu quero ficar com aquela pessoa, mas quando ela curte a foto de um menino, até sem camisa ou algo um pouco mais "sensual" e eu tento trazer isso pra conversa ela simplesmente fala "não percebi" ou algo do tipo e pede desculpas como se não fosse nada demais, sendo que quando eu fazia até menos eu era xingado e julgado por ela.
Depois de um tempo as coisas começaram a ficar realmente sérias, eu parei de conversar com uma caralhada de gente pra ela não ficar triste, mas ela parecia não se importar quando eu dizia que sentia ciúmes por alguem, e isso chegou a um ponto onde, se a gente tivesse conversando por texto, eu nem reconhecia mais a minha própria namorada que tava comigo a mais de um ano. Eu amava muito ela, ou pelo menos a versão dela que eu pedi em namoro, então eu sempre segurava os sentimentos só pra mim e esperava que, quando eu conseguisse a ver pessoalmente a gente resolveria, bom, quando a gente se via pessoalmente ela prometia não me tratar mais daquele jeito e outras coisas, mas uns 3 dias depois ela voltava a me tratar do mesmo jeito ou até pior, quando eu falava pra ela que eu tava sendo tratado mal e do mesmo jeito que antes, ela ficava brava e ameaçava terminar comigo ou até mesmo me trair, falando coisas como "vou mandar foto sem calcinha para aquele amigo meu" e coisas assim, tinha vezes que, ela entrava na minha conta do instagram pra ver se eu tinha visto um stories específico que em teoria eu não "deveria ter visto" sendo que muitas vezes eu só deixava os stories rolando enquanto fazia outra coisa.
Eu me cortei, tanto meus pulsos quanto um pouco da minha barriga, mas logo depois eu percebi que aquilo não ia ajudar em nada e só ia me trazer um sentimento bom momentaneamente, então eu parei de vez logo depois da primeira vez. Por mais que eu amasse ela de um jeito descomunal, quase como se eu amasse ela mais que eu mesmo, depois de um tempo eu comecei a me dar o real valor que eu tinha, e o jeito que ela me tratava não me fazia mais chorar e sim perceber o quão mal eu tava sendo tratado esse tempo todo, dessa vez eu não esperei pra ver ela pessoalmente, eu simplesmente falei que não queria mais nada e só vazei. Eu fiquei mais de um ano e alguns meses em um relacionamento abusivo, e eu nem sabia que era abusivo até terminar e ir pesquisar sobre, eu basicamente não tinha opinião, meus sentimentos não importavam e eu tinha que dar o maximo de satisfação possível pra ela, se não ela me ameaçava terminar ou me trair.
Era isso, eu precisava falar isso pra alguém então resolvi me expor aqui pra vocês, hoje em dia eu to bem melhor e percebi o quão otário eu tava sendo de continuar naquele relacionamento, ela basicamente fazia o que quisesse comigo e eu so deixava, eu voltei a falar com vários amigos com os quais eu tinha perdido o contato e eu acho que ta tudo bem agora.
submitted by Trynoum to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 00:32 anonima5456 Essa amizade é verdadeira?

Bom, eu tenho um melhor amigo. Teve uma época em que começamos a gostar um do outro, porém superamos esse sentimento pois por motivos fortes achamos que não daria certo. De lá pra cá, continuamos flertando, mas sem compromisso algum. Daí ele me falou que quando um de nós dois entrássemos num namoro, a gente ia parar de se falar, porque a amizade não seria mais a mesma e ficaria um clima estranho. Isso me fez pensar se realmente valeria a pena essa amizade... eu sei que tudo na vida acaba, e super entendo que não seria mais a mesma coisa, mas não entendo muito bem uma amizade que só dura enquanto duas pessoas estiverem solteiras. Também entendo que pode haver ciúmes da futura namorada. Mas ainda assim eu acho meio estranho, tenho amigos que já gostaram de mim, começaram a namorar e ainda assim eu converso de vez em quando, esse meu melhor amigo diz que vai sumir caso ele mesmo comece a namorar e está esperando que eu faça o mesmo caso eu entre num relacionamento. Mas a pergunta é: isso realmente é uma amizade? Vcs continuariam amigos da pessoa ou se afastariam? Confesso que isso me deu um certo choque de realidade que me fez pensar sobre isso. Eu penso em me afastar, mas também penso se não seria falta de consideração, sei lá...
submitted by anonima5456 to desabafos [link] [comments]


2020.10.18 20:31 marvinpls Webnamoro que possivelmente poderia ter dado certo

Em 2012 conheci uma pessoa, darei o nome de A.
A. devia ter mais ou menos 17 ou 18 anos, e eu, um jovem gafanhoto de 15 ou coisa assim. Conheci a A. numa live de jogos, época que ainda existia a twitcam (quem lembra?), e o "streamer" (nem existia essa profissão na época) falou que tinha uma menina no chat solteira (de brincadeira). Obviamente dezenas de nerds colaram no perfil dela do twitter, e começaram a tentar flertar com ela.
E eu, um moleque nada original, também fui fazer o mesmo. Cara... (kkkkkkkkkk!!!!!!!!) como o tempo passa né? coisa estranha demais lembrar disso. Eu fiquei obcecado pela menina, sei lá. Eu via as paradas que ela postava e o jeito dela, e nunca havia encontrado ninguém assim (claro que não, afinal eu tinha 15 anos e só jogava na internet). Mas até hoje, acho o tipo dela muito diferente das demais (não do tipo "not like the other girls") mas um tipo de garota estranha que fala o mesmo nível de merda que eu naturalmente falo. Pra ser sincero, o meu tipo de garota é justamente alguém mais próximo dela, mas é realmente muito difícil encontrar alguém assim.
Como se não bastasse, a garota era linda demais. Digamos, uma das garotas mais bonitas que já vi (ainda acho isso nos meus atuais 22 anos), e ela morava em outro estado, do tipo muitos estados longes hehehe. Enfim... meu papo de merda deu certo, não lembro exatamente como começou nossa aproximação, mas lembro que eu era o cara que ela ia desabafar por conta de um namoro merda que ela andava tendo (com um tal de C.)
Esse C. era o cara mais chato que já vi na vida. Além de não parecer EM NADA com ela, ele era distante da garota, até onde lembro. Ele investia toda a grana do salário dele em som automotivo (sem meme), e cagava pro namoro.
Ela chorava bastante, e eu ficava horas e horas em chamada com ela por skype conversando sobre bobeiras em geral. O tempo passava, foram mais 2 anos acho nessa brincadeira, até que por um ciúmes bobo ela parou de falar comigo.
Nosso relacionamento era muito baseado no twitter, compartilhávamos e falávamos sobre mutia coisa em comum, e eu claramente estava perdidamente apaixonado pela garota. Numa época aí de fã clubes e não sei quê, algumas garotas de outros estados foram me seguindo também pra trocar ideias (sem maldade), e essas novas amigas fizeram com que a A. se afastasse de mim por achar que eu não quisesse mais ela. Não sei porque, vocês podem me perguntar, eu não fui atrás dela. Sei lá, parecia que eu estava confortável, e tinha achado uma bobeira tão grande dela se afastar, que não achava que fosse tão sério.
Semanas se passaram, e a A. nunca mais falou comigo direito. Tem muito mais coisa, mas realmente não lembro como essa amizade ou webnamoro foi se desfragmentando, pq pensávamos em viagem (com 16 ANOS!!!!! irreal demais, pqp) namorico, etc. Pelo menos eu acho que era, sei lá. Talvez houvesse a chance dela só me considerar um grande amigo, e eu estivesse enviesado como homem de achar que ela realmente era afim de mim. Não sei.
Agora vem a parte engraçada
Eu nunca esqueci seu nome. Meus amigos acabaram virando colegas dela também pq de alguma forma que não lembro, ela chegou a conhecer eles. Então eles acompanham ela nas redes sociais, mas eu não mais. Lembro que eu tinha me afastado a ponto de querer esquecer ela mesmo, e ela o mesmo de mim. Hoje com a cabeça mais madura, teria feito tudo diferente. mas ainda acho webnamoro algo irreal demais.
Basicamente ela está namorando um cara do RJ (já tem um tempão já). Estado na qual eu moro também. Quando descobri isso (por amigos) fiquei de cara. Não fiquei com ciúmes, triste, inveja, nem nada, mas tudo veio novamente na minha cabeça. Caralho, um cara do RJ? Sim, eu pensei no "e se fosse eu??????????".
Eu fiquei abismado por duas coisas: o quanto minha vida mudaria se eu tivesse namorando ela? e se desse tão certo a ponto de eu morar fora? eu ainda falaria com os meus amigos atuais? (que são meus melhores amigos), eu estaria em outra profissão?
Viajei, viajei demais. E o que me faz viajar tanto nessas questões é que não era uma parada extremamente difícil de acontecer. Claramente eram adolescentes decidindo coisas muito importantes e custosas, e que nossas perspectivas de vida iam mudar drasticamente ao chegar nos 20 e poucos anos. Mas digamos que éramos compatíveis em literalmente tudo, sabe? Enfim...
Não sou apaixonado pela garota nem nada, mas é uma história curiosa que penso vez ou outra. As vezes sonho com ela, e eu não sou nada esotérico ou coisa assim, então vocês podem dar as suas explicações mirabolantes que for pra esse tipo de coisa, alma gêmea, coisa assim.
Funfact: uma das paradas mais interessantes nesse rebuliço todo é que ela havia me apresentado uma música que eu não gostava a princípio, mas depois de alguns meses mudou totalmente a forma como me vejo e escutava música. Hoje em dia posso dizer que se ela não tivesse me recomendado aquela banda em 2012, eu estaria escutando mpb ou algo do tipo. Há 8 anos escuto o mesmo "gênero" (mais ou menos na verdade), e fico muito feliz com isso.
E vocês? tem histórias com webnamoro?
submitted by marvinpls to desabafos [link] [comments]


2020.10.18 15:58 sinsinemy Terminei o namoro e me arrependo amargamente

Muito longo, mas preciso desbafar.
Tudo aconteceu no último final de semana de setembro, a gente tava super feliz e estávamos prestes a fazer 1 mês de namoro e 7 meses que a gente ficava e se conhecia. Por culpa de um print ele ficou com ciúme de uma bem idiota (muito idiota) e parou de me responder, me ignorou o dia inteiro e eu queria sair com ele e NADA dele conversar comigo. Decidi sair sozinha com outros amigos, a gente pertence a grupos diferentes de amigos porque moramos há 33km de distância e é foda se ver todos os dias, ir nos mesmos lugares porque na prática é longe. Cheguei na festa e nada dele me responder, tentei conversar liguei, mandei mensagens em todas redes sociais e de verdade eu tava muito ansiosa, no mesmo grupo de whatsapp que a gente tava, ele tava marcando de sair com os nossos amigos e eu podia simplesmente sair dessa festa e ir pra lá pq era relativamente perto até. Mas ele não me respondia então eu justifiquei todo aquele print que ele ficou com ciúme e provei que não precisava daquilo, toda hora ele falando que não queria conversar comigo, eu ligava e ao mesmo tempo eu tava bebendo, juntou tudo comecei a ficar triste demais, comecei a me sentir insegura, pensei muita besteira, pensei em tudo de ruim e a única coisa que eu queria era conversar com ele pra ve se me acalmava e eu não tinha nenhuma resposta. Chorei bastante, tava muito abalada e na mesma noite eu falei que era melhor a gente terminar (por mensagem), falei várias coisas por impulso, terminei por impulso e por toda aquela tensão. Me arrependo bastante. No outro dia eu tentei falar com ele, tentava e tentava porque eu tinha me arrependido bastante cara e ele já tava tipo "vc terminou cmg" e me repreendeu por eu ser imatura de ter feito isso e não pensado no depois. Chorei, fiquei mal bloqueei e desbloqueei ele por no mínimo 8 vezes. Não conseguia me afastar. Pedi pra que ele deixasse eu ir na casa dele pra gente conversar melhor e fui lá, levei até um par de aliança baratinha torcendo muito que desse certo. Conversamos, se acertamos mas ele tava meio diferente, falava umas coisas que eu não gostava mas que ele sim e que a gente não combinava tanto assim, saímos, se beijamos, conversamos e eu achei que daria certo e que ia ficar bem, tava com muita esperança. Dei aliança pra ele no fim da noite e depois disso a gente teve um momento nosso, foi lindo. No outro dia ele já tava meio distante, meio chato e fomos fazer visita na casa da tia dele, foi legal, ganhei bastante presentes e eu amo a família dele, me sinto muito feliz e confortável quando estou lá. Esse dia eu tinha que ir embora e ele ia sair com os amigos dele, me chamou e eu não tava super afim, sabe? Falei que pegava o mesmo caminho que ele e ia embora. Assim foi, fomos e ele ficou o caminho todo no silêncio, não falava, não pegava na minha mão, nao me olhava, não reagia a nada e eu só queria alguma demonstração e se por acaso eu mudasse de ideia pra ir com ele, já que os amigos insistiram pra eu ir e ele nada, sem reação alguma e isso tava me incomodando demais, eu tava quase chorando. Fui direto pra casa, com aperto no coração porque queria tar com ele mas eu me sentia desconfortavel de tar com ele, complicado. No outro dia ele me ligou e terminou comigo, sem mais nem menos, dizia que me amava e falou que não dá mais. Eu insisti muito, demais e falei que dava certo sim e esse foi o dia mais triste. Doeu demais. Sofri muito. Chorei e chorei tanto. Porque ele falou que não, mas falava que me amava e me agradecia por tudo mas falava que não. Era muito ansiedade e eu falava com ele, eu tentava mandar mensagem como se fôssemos amigos pq eu não aguentava não passar 1 dia sem saber sobre ele, sempre a gente caia numa conversa legal sobre a gente, ria e entendiamos que a gente tinha terminado, que somos ex e falávamos sobre esperança que era algo que eu tenho e ele fala que também tem. Eu amo ele demais, sou apaixonada por ele, isso é foda. Mas eu falei até sobre a gente "ficar", pra gente se ver e eu tava com muita saudade e ele aceitou. A gente saiu e foi perfeito, eu ainda era apaixonada por ele e tudo que a gente fazia era bom demais. Sentamos e conversamos mais sobre o nosso término, ele falava que não tava pronto pra namorar e até disse um "você merece uma pessoa melhor", mas eu tentava falar que não e que ele era o melhor pra mim. Ele falava que não tava pronto, que me amava muito mas tinha que pensar mas pensar em que? Quem amava tinha que ficar junto, mas eu baguncei a cabeça dele, eu terminei do nada, tava muito bom que eu estraguei tudo. Fiquei triste e comecei a chorar do lado dele e ele me abraçava e falava que me amava, insistiu pra eu ir pra casa dele e a gente sair no outro dia. Eu aceitei. Dormimos juntos e foi muito bom, mas ele nao era 100% meu (namorado), eu me sentia muito bem com ele, era gosto demais todos os nossos momentos. Levantamos o outro dia e fomos, senti ele distante de novo pegava na mão dele, foi legalzinho e eu curti todo o momento da melhor forma que dava. Eu tava com ele e só isso importava e fui (de novo) pra casa dele pq tava muito tarde pra eu voltar pra minha, dormimos juntos e passamos o dia seguinte inteiro juntos e eu tive que ir embora, que tinha algumas coisas pra resolver em casa também. Pra mim a gente ia continuar assim, conversar e sair as vezes. Cheguei em casa, me bateu a saudade maldita, ele passou 1 semana me respondendo só o necessário e bem seco, não puxava assunto e nem nada. Eu tava sozinha de novo, fiquei triste e mandei aqueles textos de como eu tava me sentindo pra ele e ele ficava :/ e falava algo desconexo ou mandava eu parar de ser assim, teve uma hora que não aguentei mais e falei se a gente podia resolver de uma vez. Cobrei ele de me responder direito e ele disse que a gente tinha falado o bastante. Tentei conversar pra eu parar de ter esperança nisso e mandei ele dizer se era o fim e acabou ou que ainda iria tentar. Ele só falou que não queria conversar comigo naquele momento e eu compreendi e ao mesmo chorei muito, muita dor, muita tristeza e parei de responder também. Falei pra mim mesma que não iria insistir ou chamar ele de novo, que era melhor um tempo afastado, sei lá, só um tempo. Um tempo pra ele pensar e pra mim também, eu sei que ele me ama como eu também amo ele. Por algum motivo não tá dando certo agora mas eu espero que do fundo do meu coração dê certo, eu tenho esperança. Ele é meu primeiro amor, não foi o meu primeiro namorado mas foi a pessoa mais intensa e ao mesmo tempo a melhor pessoa que já conheci. Termino isso aqui numa poça de lágrimas. Até.
submitted by sinsinemy to desabafos [link] [comments]


2020.10.06 22:10 helloraphone Estou apaixonado, mas tenho medo

Em janeiro deste ano, terminei um relacionamento de 11 anos e meio que me fez sofrer demais. Sofri tanto que terminei por telefone dizendo "estou encerrando esta ligação e nosso relacionamento". Desde então, nunca mais falei com o ex e minha vida segue normalmente. Mas que ano errado para terminar um namoro e ver as possibilidades, não é mesmo?
Desde então, estou no Tinder, saí com alguns caras.
Logo depois do carnaval, dei um match FODA. Era um baiano que passou o carnaval em São Paulo e tinha acabado de ir embora para a Bahia. Chama-se Theo, tem 28 anos, é de Áries com ascendente em peixes. Ele programava passar o aniversário dele, em abril, em São Paulo. Como sabemos, os planos foram por água abaixo, mas mantivemos o contato e nos falamos quase sempre desde então. Somos muito sinceros um com o outro, temos o mesmo gosto musical, temos assunto que não acaba mais, ele gosta de cozinhar, eu também, além de ser 100% meu estilo fisicamente. Chegamos a fazer chamada de vídeo de mais de três horas de duração sem ver o tempo passar. Agora, ele pretende vir para São Paulo em novembro, no entanto depende do processo seletivo de uma pós-graduação para isso acontecer. Esta seria a chance de nos conhecermos pessoalmente e provar se nossa química bate mesmo.
Com a pandemia, em Abril, vim para o interior de São Paulo resolver umas coisas e apenas voltei para a capital para resolver algumas coisas, mas estou aqui quase que direto desde então. Até conheci algumas pessoas e alguns deles viraram amigos, pois não gostaria de me comprometer, já que tinha o Theo como principal pretendente.
Só que em Junho conheci o Thiago (mudei o nome pois a cidade é muito pequena e só ele tem o nome real dele aqui), nascido aqui na cidade, com 28 anos, áries com ascendente em escorpião. O tipo dele me agrada demais, mas nem chega perto do estilo do Theo.
O que era para ser apenas uma trepada, acabou meio que saindo do controle. Sentimentos aflorados por conta do isolamento, um ótimo encaixe na cama e acontecimentos diversos (o pai dele faleceu pouco mais de um mês depois de nos conhecermos) fizeram com que nos uníssemos mais e me despertasse sentimentos que eu não esperava. Frequentamos a mesma religião, somos da umbanda, vou ao terreiro que ele vai mais de uma vez por semana, conheci os irmãos dele da casa, já convivo um pouco com todos os amigos dele. Ele se declarou muito para mim e eu sempre tentei puxá-lo para o chão, para não se iludir - afinal, tenho o Theo ainda como prospect.
Viajei para São Paulo por alguns dias e, antes de ir para lá, Thiago conversou comigo dizendo que era melhor pararmos naquele momento. Eu concordei. Mas, otário que sou, acabei me apaixonando e ele assumiu que só estava com medo de se envolver ainda mais. Quando voltei, continuamos a nos ver e seguimos o baile.
Apesar das afinidades com Thiago, ele tem alguns comportamentos que não me agradam. Ele usa maconha com frequência, o que já não ligo mais, mas chega a usar drogas mais pesadas eventualmente, tem um pouco de ciúmes e nas últimas vezes foi um pouco mais hard no sexo, o que chega a me machucar, mas sempre peço para ele se controlar - e ele se controla. Só que eu adoro sexo oral, e ele não faz em mim, apenas eu nele.
Recentemente comentei com uma amiga da família daqui da cidade com quem eu estava me relacionando e ela chegou a falar que ele foi até preso. Cheguei a fuçar sobre a vida dele e encontrei, de fato, esta informação. Mas aparentemente foi uma situação de desacato, o que, para mim, não parece tão grave, principalmente levando em conta o fato de ele ser negro e a cidade ser um forte reduto racista, com histórico nazista, etc.
No penúltimo final de semana, fomos para uma cachoeira aqui mesmo na cidade. Conversamos um pouco, ele me confessou continuar com medo de se envolver, mas disse que conversou com a Pombagira da mãe do terreiro que frequentamos, e ela disse que nossos caminhos se cruzaram para não se separarem mais, mas não liguei tanto pra isso, pois acredito que nós mesmos traçamos o nosso destino, dentro do nosso karma e das possibilidades que temos.
Depois que fomos embora da cachoeira, eu vim para a minha casa, conversamos coisas agradáveis pelo WhatsApp, sobre como tinha sido o dia, ele me mandou as fotos que tiramos (primeira foto juntos em três meses nos vendo) e pediu para que eu olhasse o status dele (os stories do WhatsApp). Aí que me deparo com a nossa foto e a legenda "o dono do meu <3", seguido de um print da conversa que estávamos tendo, em que eu agradecia pela oportunidade de conhecer coisas novas (sou super urbano e nunca tinha ENTRADO em uma cachoeira até então).
Essa publicação dele me deixou surtado, pois não esperava que ele fosse revelar para a cidade toda nossa relação e, de quebra, fazer uma declaração para mim para todos os amigos DELE verem (ainda bem que não temos amigos em comum).
Naquele mesmo dia, ele foi para um bar com amigos, desapareceu completamente até segunda-feira, quando dei um puxão de orelha nele por conta destas atitudes, o que influencia principalmente as atividades religiosas que praticamos, que requerem um período de resguardo, sem drogas, evitando o álcool e também sem sexo.
Esta semana nos encontramos novamente para finalmente ficarmos juntos um pouco. Não transávamos há algumas semanas e não estávamos com tempo para ficarmos um tempo considerável juntos. Só consegui encontrá-lo às 19h de sábado, transamos e não era nem 20h já tinha amigo mandando mensagem para irmos para o bar nos encontrarmos com ele. Eu realmente esperava que fôssemos passar um tempo juntos de verdade. Mas, no bar, eu quase não tenho atenção, ele facilmente exagera nas doses, mistura bebidas. Para ajudar, um dos amigos dele estava com cocaína e cheguei a suspeitar que ele teria cheirado também. Imediatamente após minha suspeita, o levei para um canto e joguei a real: "enquanto tiver maconha e álcool, eu aceito. A partir do momento que você passar deste ponto, eu não estou mais aqui". Ele disse que não tinha cheirado, decidi por acreditar nele.
Nas duas únicas vezes que fui para o bar com ele, confusões aconteceram. A primeira, ele se alterou com os amigos e eles começaram a discutir entre si. Na segunda, um dos amigos exagerou na dose, e ele ficou ali para controlar a situação (mas sempre com discussão e atitudes exageradas). Ambas as vezes, eu apenas assisti, de longe, pois bebo muito pouco e mal conheço aquelas pessoas, mas entendo que não sejam as melhores companhias. Soube que um deles, que namora, faz bicos de garoto de programa escondido do namorado para "complementar e renda". E os amigos acobertam.
A questão é que quando estamos juntos, ou nos dedicando à nossa religião, ele é uma pessoa completamente diferente. Dócil, carinhoso demais. E eu me apaixonei por esse Thiago. Só que os demais pontos me chateiam demais e não sei como abordar isso. Sou muito inseguro por conta do meu antigo relacionamento e tenho medo de estar cometendo erros também e não enxergar (estou certo que nenhum dos meus erros são como os descritos acima).
No último sábado, dia da confusão com um dos amigos que exagerou na dose, quando tudo se acalmou, mas ele ainda estava alcoolizado, disse que me ama. Eu retribuí as palavras porque estou certo de que este é o meu sentimento - e não preciso estar bêbado para colocá-lo para fora.
Só que no meio de tudo isso eu estou com medo. Meus amigos falam para eu viver o momento e não me prender à hipótese de conhecer o Theo quando ele vier para São Paulo, ou eu ir pra a Bahia.
Estou me prendendo a essa possibilidade quase remota da vinda do Theo para cá?
Acham que devo ser sincero com o Theo, como sempre fui, e explicar para ele o que está acontecendo, mas tentando deixar as portas abertas?
Como posso expor o que me incomoda sem parecer uma tia mandona?
O fato de eu ter saído de um relacionamento conturbado me dá muito medo de entrar em outro tão pouco tempo depois - e no meio de uma pandemia.
Vivo o momento com o Thiago e deixo ver o que rola?
Agradeço muito se me ajudarem.
submitted by helloraphone to desabafos [link] [comments]


2020.10.04 16:31 111DarkGuy A mulher que eu amo tá com outro cara e eu tô me sentindo um lixo.

Eu entrei pra vida "adulta" faz pouco tempo, e sinceramente minha adolescência não foi das melhores ou das mais bem vividas, então não tenho tanta experiência com relacionamentos.
Alguns anos atrás, eu conheci essa garota, ela é tudo de bom... amável, carinhosa, esperta, bonita, sei lá. É uma pessoa que eu admiro em diversos aspectos diferentes. Ela mora um pouco longe de mim, mas a gente meio que "clicou" imediatamente. A gente se aproximou muito rápido e sei lá, tava tudo dando certo, nós éramos basicamente namorados, só faltava a gente se assumir. Até que por algum raio de motivo que nem eu nem ela lembramos mais, a gente brigou. Ficamos um bom tempo sem nos falar. Reatamos contato esse ano, e eu, trouxa, me apaixonei por ela mais uma vez.
Bom, ela falou que não sente o mesmo, que não busca relacionamentos no momento, que talvez um dia, bla bla bla. Basicamente, eu tava sentindo mesmo que ela tava um tanto bloqueada comigo. Lembrando que tô resumindo muito a história pra não fazer um negócio gigante e muito detalhista. Enfim, eu conversei com alguns amigos meus e eles me ajudaram a perceber que talvez eu estava colocando a carroça na frente dos bois e sendo muito "juvenil" na minha abordagem. E parando pra pensar nisso, realmente, eu tava indo muito pra cima dela com essa de paixão, amor, namoro, mas sei lá, ela não tá bem com o emocional muito bom nos últimos meses pra isso, não é disso que ela precisa de mim, no momento.
Então eu falei "Ok, vou lidar com isso como adulto", chamei ela pra conversar e expliquei que eu acho que fui muito apressado e desengonçado na minha abordagem, que de agora em diante eu vou ser um amigo e um suporte pra ela, porque acho que ela precisa mais disso, no momento. Sugeri que ela fosse em um terapeuta (porque sinceramente, ela tá precisando), basicamente, falei que eu vou deixar esse meu sentimental em standby com ela, por enquanto, porque sinto que não é a hora. Ela me agradeceu, falou que sente que agora nós estamos sendo honestos um com o outro, que sente que o "bloqueio" que ela tinha comigo sumiu.
Aí ela disse que tá gostando de alguém. Inclusive, eles estão praticamente namorando. Eu sei lá, eu tava pronto pra deixar meus sentimentos de lado, mas essa notícia foi um baque muito grande... ela me disse isso, e eu aqui, me segurando pra não ter ciúmes, não ficar triste, pra sei lá, ficar feliz por ela. O cara em questão é conhecido meu também, ele não é babaca, não vai tratar ela mal. Mas manos... Eu não consigo me impedir de querer que esse relacionamento dela dê errado... Eu to me sentindo extremamente culpado, e é horrível esconder isso dela, mesmo sabendo que é o melhor a se fazer, pra não gerar briga e tal. Eu me propus a agir como adulto nessa situação e não ficar com esse tititi adolescente de "Ah, eu gosto dela mas ela gosta de outro", mas caramba, é um negócio que dói demais.
Bem, por enquanto os dois estão só "se conhecendo", não têm nada sério ou coisa do tipo, mas eu to percebendo que isso vai pra frente e tal... E eu não posso, nem devo fazer nada a respeito disso. Basicamente, eu perdi essa. Como praticamente tudo na minha vida amorosa até agora, eu perdi kk e eu to extremamente mal.
Então é... agora eu tô todo fragmentado aqui, metade de mim quer que ela seja feliz, quer estar lá por ela se ela precisar, quer acompanhar a jornada dela na vida mesmo que só como um amigo. A outra metade quer só que aquele relacionamento dela dê errado, que a vida me dê uma chance que seja de fazer ela feliz, eu, sozinho. E eu sei qual é o jeito certo e qual o jeito errado de agir, mas agir do jeito certo é MUITO difícil e sinceramente, dos dois jeitos eu vou me machucar bastante.
Tem muita coisa dessa história que eu não contei por preguiça e por não querer encher demais de texto, eu também não sou livre de problemas emocionais (mas diferente dela, eu estou na terapia e me cuidando e tal), mas o ponto é que eu devo MUITO a essa garota por coisas do passado. Não é só uma random que eu consigo simplesmente superar e seguir em frente, é muito, muito complicado. Eu real me apaixonei pesadamente por ela e "superar" isso vai ser um processo difícil, demorado e doloroso, se não impossível.
Enfim, obrigado pros 5 que lerem isso, é nóis galera.
submitted by 111DarkGuy to desabafos [link] [comments]